Tigres podem enfrentar extinção em 10 anos, diz especialista

TIGRES DA ESPÉCIE PANTHERA TIGRIS (FOTO: LOTSE/WIKIMEDIA COMMONS)
TIGRES DA ESPÉCIE PANTHERA TIGRIS (FOTO: LOTSE/WIKIMEDIA COMMONS)

Os tigres da espécie Panthera tigris podem ser extintos em menos de uma década, caso a sociedade continue a destruir a natureza. O alerta é de Howard Jones, CEO da instituição da vida selvagem britânica Born Free. “É inimaginável pensar em um mundo sem tigres, mas a menos que ajamos agora, as consequências podem ser terríveis”, disse em entrevista ao Mail Online.

O World Wildlife Fund (WWF) e Global Tiger Forum calcularam, em 2016, que houve queda de 96% no número de tigres nos últimos 100 anos – caindo de 100 mil para menos de 4 mil desde o início do século 21 .

Décadas de caça, contrabando e destruição de habitat fizeram com que os tigres vivos ocupem atualmente apenas 7% das regiões que habitavam antigamente.

A Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) lista esses felinos como ameaçados e estima que existem entre dois mil e três mil indivíduos maduros em estado selvagem. Em comparação, são quase sete mil tigres vivendo em cativeiro nos Estados Unidos, em zoológicos ou mesmo ambientes domésticos.

A IUCN afirma que tendências populacionais mostram que o número de tigres está diminuindo, enquanto o WWF os descreve de forma mais otimista. A discrepância pode ser resultado da inclusão ou exclusão de indivíduos que ainda não atingiram a maturidade, ou ainda diferenças nos métodos de contagem. De qualquer maneira, preservar o meio ambiente é importante para a segurança da fauna e da flora do planeta.

Fonte: Revista Galileu


Créditos: Ambiente Brasil