Técnicos da Emater-DF participam de capacitação em Energias Renováveis

A utilização de fontes renováveis de energias, principalmente aquelas provenientes do sol, ventos e biomassa, é uma oportunidade para a solução de desafios econômicos e ambientais.  Além de produzir a maior parte dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro, o produtor rural também pode ser um produtor de energia renovável, seja para consumo na propriedade seja para comercializar.

Para discutir essas possibilidades, nos dias 30 e 31/10 e 1º/11, a Embrapa Agroenergia, em parceria com a Emater/DF e a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (SEAD) promovem a “Capacitação em Energias Renováveis para Agricultura” em Brasília/DF, para 28 técnicos da Emater.

Em 2016, já houve uma primeira capacitação dessa parceria. E, a partir dessa iniciativa, foi possível observar essas iniciativas nas áreas rurais. Por meio de uma linha de crédito do Fundo de Desenvolvimento Rural do Distrito Federal, administrado pela SEAGRI-DF e projeto elaborado pela Emater-DF, o produtor rural Valter Baron instalou o sistema de Energia Fotovoltaica em sua propriedade.  Ele é presidente da Cooperativa Agrícola do Rio Preto, possui uma produção leiteira e de grãos. Conta que costumava gastar entre R$ 800 e R$ 1 mil reais de energia elétrica, mas que seus gastos diminuíram para R$ 130 em dias nublados. “Todo o sistema custou R$ 80 mil e a expectativa é que, em seis anos, o investimento já tenha sido pago pela economia de energia”, relata. Além deste, outros projetos estão tramitando. O juro é de 3% ao ano, com prazo de até 8 anos para pagar.

Programação

A programação de três dias conta com palestras, oficina e visitas técnicas. Na terça-feira, a abertura do evento acontece com a palestra do Chefe-geral da Embrapa Agroenergia, Guy de Capdeville, às 8h, seguida pela palestra “Energias renováveis”, ministrada pelo pesquisador da Unidade, Rossano Gambetta.

Sílvia Belém e Itânia Soares, também pesquisadores da Embrapa Agroenergia, seguirão com a programação do evento, ministrando as palestras “Resíduos agropecuários para produção de bioenergia” e “Biodiesel: aspectos técnicos e mercadológicos”, respectivamente.

Para dar continuidade, o agrônomo Wanderson Henrique Couto, da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, vai abordar o tema “Linhas de financiamento para equipamentos de energia renovável”, seguido de Eliane Borges, do Sebrae, com a palestra “A estratégia do Sebrae na cadeia de energias renováveis”. Finalizando a programação da manhã, o produtor rural Valter Baron, que trabalha com energia fotovoltaica, dará seu depoimento quanto às suas experiências.

A tarde, está programada visita a Casa Solar do Senai, incluindo uma oficina com o tema “Aproveitamento de energia solar e eólica”, coordenada por Karen Schmidt de Almeida.

Na quarta-feira, será realizada uma visita técnica à Fazenda Sol Dourado, em Anápolis/GO, onde se produz energia à base dos resíduos da produção leiteira através do biodigestor.

Na quinta feira, os técnicos da Emater irão conhecer no do Sítio Palmeiras na Cidade Ocidental/GO outro processo de biodigestão, o qual utiliza resíduos da produção de queijos. Para fechar a programação, os participantes irão conhecer a usina de biodiesel a partir do óleo de fritura que fica na Caesb.

Fonte: Daniela Collares – Embrapa


Créditos: Ambiente Brasil