Submarino alemão que afundou há mais de 100 anos é encontrado

Imagem feita com radares submarinos detalhou o submarino que afundou (Foto: Divulgação/ Bangor University)
ANÁLISE FEITA COM RADARES SUBMARINOS DETALHOU O SUBMARINO QUE AFUNDOU (FOTO: DIVULGAÇÃO/ BANGOR UNIVERSITY)

Após mais de um século de mistério, cientistas descobriram o destino do submarino alemão U-87, que havia sumido no dia de Natal de 1917 na costa do Reino Unido. Graças a uma tecnologia inovadora utilizada por pesquisadores da Universidade Bangor, no País de Gales, a embarcação submarina que participou da 1ª Guerra Mundial foi localizada e virtualmente visualizada no fundo do oceano.

Para realizar a descoberta, os especialistas utilizaram sonares (dispositivo de detecção submarina) e informações sobre o comportamento das correntes oceânicas da região, calculando a presença de sedimentos ao redor dos destroços. Com esses dados, foi possível recriar virtualmente um modelo em alta resolução do submarino.

De acordo com os pesquisadores, o submarino U-87 utilizava tecnologia avançada para a época e foi desenvolvido pelo Império Alemão para ganhar vantagem nas batalhas marítimas da 1ª Guerra Mundial (1914-1918). Em sua última missão, a embarcação saiu de um porto alemão no dia 9 de dezembro e iniciou uma jornada em direção ao Reino Unido.

No dia 25 de dezembro de 1917, a embarcação iniciou um ataque a um comboio britânico que se deslocava pelo Mar da Irlanda, quando foi surpreendida por navios de guerra do Império Britânico. Após sofrer um ataque fatal, o submarino foi afundado e os 44 membros da tripulação morreram no local.

Radar detecta o submarino (Foto: Divulgação)
RADAR DETECTA O SUBMARINO (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Apesar dos registros históricos indicarem as informações da batalha, os pesquisadores não sabiam qual era o estado de conservação do submarino nem sua localização exata. Graças aos equipamentos de detecção e análise de objetos no fundo do mar, foi possível identificar a região do naufrágio.

Agora, os cientistas pretendem mapear outros locais da costa britânica para encontrar embarcações que naufragaram em outras épocas da história. Especialistas em 1ª Guerra Mundial ficaram entusiasmados com a possibilidade de conhecer maiores detalhes do submarino U-87 e de outros possíveis vestígios militares que foram perdidos com o tempo.

Fonte: Revista Galileu

 


Créditos: Ambiente Brasil