Rio Tinto e Nespresso unem forças para tornar cápsulas de café mais ecológicas

Cápsula de café - monodose - cápsula (Foto: Thinkstock)

Nespresso, parte da gigante de alimentos Nestlé, quer usar alumínio sustentável em todas as suas cápsulas de café até 2020, seguindo um acordo com a mineradora anglo-australiana Rio Tinto.

Sob o acordo, a Rio Tinto fornecerá alumínio produzido com energia renovável e respeito à biodiversidade para a Nespresso, líder global no mercado de cápsulas de café.

As companhias querem se posicionar como sustentáveis para impulsionar seu apelo a investidores e clientes e a Nespresso se comprometeu a usar alumínio 100% sustentável para suas cápsulas até 2020, disse a Rio Tinto em comunicado publicado neste domingo (18/11)  – já segunda-feira na Austrália.

Seus ativos de alumínio usam energia hidrelétrica – por motivos econômicos e ambientais – e em abril a mineradora se tornou a primeira produtora de alumínio do mundo certificada pela Iniciativa de Manejo de Alumínio (ASI).

Os padrões da ASI são baseados na proteção da biodiversidade, respeito aos direitos dos povos indígenas e rastreamento ao longo da cadeia de produção, assim como menos emissões de carbono e energia renovável.

Até agora, apenas parte da produção de alumínio da Rio é certificada pela ASI.

O vice-presidente de Vendas e Marketing da Rio Tinto, Tolga Egrilmezer, disse em uma entrevista que o acordo com a Nespresso era “um marco significativo para a indústria” em direção ao uso de alumínio fornecido com responsabilidade.

A Nespresso disse em um email que levará um tempo para que todas as cápsulas sejam certificadas pela ASI, mas estava trabalhando com seus produtores para atingir esta meta e facilitar a reciclagem o máximo possível.

Fonte: Barbara Lewis – Época Negócios


Créditos: Ambiente Brasil