Resumo da Semana: 03 a 09 de novembro de 2019

Confira aqui as principais notícias e artigos que foram publicadas durante a semana no Ambientebrasil.

Acompanhe: Vazamento de petróleo no Nordeste

Em todo o Nordeste, foram encontradas cerca de vinte tartarugas-marinhas mortas.

O petroleiro grego “Bouboulina”, de propriedade da empresa Delta Tankers, principal suspeito segundo as autoridades do gigantesco derramamento de petróleo no litoral brasileiro, declarou-se disposto a apresentar os documentos sobre os detalhes de sua navegação no final de julho. Segundo fontes próximos ao processo, o prazo para entrega dos documentos é o dia 13 de novembro. A Dalta Tankers negou qualquer responsabilidade.

Com a possibilidade de chegar ainda mais óleo na costa brasileira, para os atuantes na limpeza das praias e nos cuidados com os animais, a preocupação permanece, segundo coordenador do Projeto Tamar, estamos entrando no pico reprodutivo das tartarugas, com mais nascimentos de filhotes – “Se você liberar os filhotes e eles interagirem com esse óleo na praia ou no mar, as chances de sobreviver são mínimas”.

Ainda no tema, foi desenvolvido o manual “Como Pescar Petróleo” por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) em parceria com pescadores artesanais baianos, no qual ensina métodos para que se consiga “pescar” o óleo antes que o mesmo chegue as praias.

Notícias Relacionadas:

Manchas de óleo nas praias do Nordeste será parte dos diálogos que acontecem de 6 a 8 de novembro, em Recife, na Conferência Brasileira de Mudança do Clima

A milagrosa sobrevivência das tartarugas em meio ao óleo no Nordeste

Puçá ou siripoia? O manual que ensina a ‘pescar óleo’ no Nordeste unindo ciência e lições de pescadores

“O pior está por vir”, diz Bolsonaro sobre óleo no Nordeste

Navio grego suspeito do óleo no Nordeste brasileiro entregará documentos solicitados

Crise do petróleo no Nordeste: fragmentos de óleo são encontrados em Abrolhos, diz Marinha

Aplicativo Mar Limpo pode colaborar para monitoramento do óleo nas praias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *