Produção de minério de ferro da Vale caiu 21,5% em 2019

(Dez/2019) Vista aérea da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho

A produção de minério de ferro da Vale registrou uma queda de 21,5% em 2019, devido a interrupções em suas atividades após o rompimento da barragem de Brumadinho, que causou 270 mortes, informou a empresa nesta terça-feira (11).

A Vale, maior produtora mundial de minério de ferro, produziu 301,9 milhões de toneladas deste metal no ano passado, em comparação com 384,6 milhões de toneladas em 2018 (-21,5%), informou a empresa em comunicado.

O rompimento da barragem de Brumadinho, em janeiro de 2019, causou a “interrupção operacional” em pelo menos outras cinco barragens ao longo do ano e isso, somado às variáveis climáticas, teve “grandes impactos na produção”, segundo a empresa.

No quarto trimestre de 2019, a produção de minério de ferro foi de 78,3 milhões de toneladas, uma queda de 22,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, e 9,6% a menos que no terceiro trimestre de 2019.

Para o primeiro trimestre de 2020, a empresa reduziu suas estimativas de produção, prevendo entre 63 e 68 milhões de toneladas. A estimativa anual é mantida entre 340 milhões e 355 milhões de toneladas.

O sinal de que a Vale pode limitar a oferta em 2020 tranquilizou os mercados, que temem que a epidemia do novo coronavírus na China reduza a demanda por minério de ferro, de acordo com a agência de informações financeiras Bloomberg.

As ações da Vale subiam 3,6% nesta terça-feira na Ibovespa.

Fonte: AFP


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *