Peixe pode ser visto nas águas dos canais de Veneza após quarentena do coronavírus

Uma das consequências positivas da nova pandemia de coronavírus: a melhora da saúde do planeta.NY DSC

O planeta é o maior beneficiário da pandemia de coronavírus
Enquanto as pessoas no mundo todo fazem quarentena, as fábricas deixam de operar, carros deixam de circular e turistas deixam de jogar seu lixo no chão das cidades, o céu fica mais azul e as águas mais cristalinas.

É isso que aconteceu na China e na Itália, pelo menos. Pesquisas demonstraram que a poluição do ar diminuiu muito nesses países totalmente paralisados, com um declínio significativo de dióxido de nitrogênio e dióxido de carbono.

Em Veneza, uma das cidades italianas turísticas mais importantes, a paralisação inclusive teve o belo efeito colateral de deixar as águas de seus famosos canais transparentes, a ponto de enxergarmos os peixinhos que vivem ali.

Sem barcos, com peixes
Veneza já sofreu muito no passado com o turismo em excesso e inundações. Embora essa situação não seja ideal para as pessoas, que precisam ficar dentro de casa, ou para os negócios, que sofrem com a falta de movimento, a cidade certamente está respirando mais saudável do que nunca.

Só a ponta do iceberg: seria a nossa destruição da natureza a culpada pelo coronavírus?
Ainda que as águas tenham de fato se tornado mais cristalinas, a prefeitura veneziana fez questão de apontar que a alteração não é devido à qualidade da água em si, mas sim ao fato de que há menos tráfego nos canais, o que permite que os sedimentos permaneçam no fundo.

“É porque há menos tráfego de barcos que geralmente traz sedimentos para a superfície da água”, informou um porta-voz do governo italiano à CNN.

Seja como for, é lindo. E nos faz pensar em como o turismo e as atividades humanas afetam a paisagem. Quem sabe não precisemos fazer quarentena voluntária todos os anos, para deixar a natureza se recuperar ao menos um pouco.

Fonte: Hypescience


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *