O controlador de tráfego que perdeu a vida ao ajudar avião a decolar durante desastre na Indonésia

Anthonius Gunawan Agung
Anthonius Gunawan Agung, de 21 anos, se recusou a deixar seu posto na torre de controle até que avião decolasse em segurança

Anthonius Gunawan Agung, de 21 anos, estava na torre de controle do aeroporto de Palu, no centro da ilha de Sulawesi, quando o tremor de magnitude 7,5 atingiu o país, na sexta-feira.

Ele esperou até que o avião decolasse antes de pular da torre de controle, que já estava em ruínas. Morreu antes que pudesse ser levado para um hospital especializado.

“Agung se dedicou ao trabalho até o fim da vida e não deixou a torre de controle até o avião decolar”, disse Didet KS Radityo, da agência de navegação aérea da Indonésia, ao jornal Jacarta Post.

busca por sobreviventes
Equipes de resgate enfrentam dificuldades para acessar áreas atingidas

Na tarde de sexta-feira, Agung estava liberando um voo da companhia Batik Air para decolagem quando os tremores tiveram início.

Os colegas do controlador de voo que não estavam orientando aeronaves naquele momento evacuaram o prédio quando terremoto começou, mas o rapaz se recusou a deixar o posto até que o avião decolasse em segurança.

Tão logo a aeronave deixou o solo, o teto da torre de quatro andares desmoronou. Agung pulou da janela e quebrou as pernas, braços e costela.

Ele foi levado ao um hospital, mas morreu antes que um helicóptero o levasse a uma unidade especializada.

Herói

Agung está sendo saudado como herói na Indonésia por ter sacrificado a própria vida para salvar os passageiros e a tripulação.


Créditos: Ambiente Brasil