MP instaura inquérito e Inea coleta amostras após praias do ‘Caribe brasileiro’ ficarem escuras

Por Rodrigo Marinho* e Ariane Marques, G1 — Arraial do Cabo

Visão mais ampla mostrando a atuação situação da água na Praia do Forno, em Arraial do Cabo, no RJ — Foto: Guarda Ambiental Marítima/Divulgação (foto 1) e Rodrigo Marinho/G1 (foto 2)
Visão mais ampla mostrando a atuação situação da água na Praia do Forno, em Arraial do Cabo, no RJ — Foto: Guarda Ambiental Marítima/Divulgação (foto 1) e Rodrigo Marinho/G1 (foto 2)

O Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou inquérito para apurar o rompimento de uma tubulação que provocou o avanço de material escuro pelas principais praias de Arraial do Cabo, conhecida como o ‘Caribe brasileiro’. As águas cristalinas ganharam coloração esverdeada e ficaram impróprias para o banho, pegando muitos turistas de surpresa.

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) coletou amostras na Prainha, na praia dos Anjos e na praia do Forno nesta terça-feira (29). O resultado, que vai dizer se a água está contaminada, deve sair na sexta (1º). Ainda nesta terça, as Prainhas do Pontal do Atalaia, de cenário paradisíaco, também ficaram com as águas escuras. O Inea informou que o local também será inspecionado nesta quarta (30).

“A gente vem, realmente esperando que vai ter aquela água azulzinha, toda limpinha. Aí chega tá tudo preto, tudo estranho, não gostei muito não”, disse a turista vinda de Petrópolis, Nete Carvalho.

O MPRJ disse ao G1 que abriu o inquérito nesta segunda-feira (28) e solicitou esclarecimentos da concessionária Prolagos e da Prefeitura de Arraial do Cabo sobre o problema nas quatro praias da cidade. A Prolagos informou que ainda não foi notificada. O G1 aguarda resposta da Prefeitura sobre a intervenção do MP.

Água também ficou esverdeada na Praia do Forno após rompimento de tubulação — Foto: Divulgação/Guarda Marítima de Arraial do Cabo
Água também ficou esverdeada na Praia do Forno após rompimento de tubulação — Foto: Divulgação/Guarda Marítima de Arraial do Cabo

A tubulação da Prefeitura se rompeu na última sexta-feira (25) durante uma forte chuva. A orla da Prainha acabou cedendo e o material escuro invadindo o mar e avançando para as demais praias.

Com o problema, muitos banhistas estão se dirigindo para a Praia Grande, que fica em outro ponto e não foi afetada pelo vazamento.

Equipes da Prefeitura, em parceria com a Fundação do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia realizaram na manhã desta terça a limpeza de lixos, algas mortas e microlixos da Praia do Forno. Um mutirão está previsto para acontecer na Prainha no próximo dia 9 de fevereiro.

Orla da Prainha em Arraial do Cabo, RJ, cedeu e água esverdeada deixou local impróprio para banho — Foto: Andreza Mendonça/arquivo pessoal
Orla da Prainha em Arraial do Cabo, RJ, cedeu e água esverdeada deixou local impróprio para banho — Foto: Andreza Mendonça/arquivo pessoal

Ainda de acordo com a Prefeitura, as praias estão sendo monitorados por equipes da Guarda Ambiental Marítima e Defesa Civil. O acesso às Prainhas do Pontal do Atalaia está liberado, mas a Prefeitura explicou que equipes estão orientando os banhistas a não entrarem na água.

Praia do Pontal da Atalaia é afetada por coloração esverdeada em Arraial do Cabo, no RJ — Foto: Rodrigo Marinho/G1
Praia do Pontal da Atalaia é afetada por coloração esverdeada em Arraial do Cabo, no RJ — Foto: Rodrigo Marinho/G1

Além do Inea, a concessionária Prolagos também coletou material para análise das águas na tarde desta segunda-feira (28). Disse que fez a coleta a pedido da Prefeitura e que a análise será feita por um laboratório credenciado pelo Inea.

A Prefeitura de Arraial do Cabo informou que, “apesar de não ser possível prever um temporal tão grave, a Prefeitura tem cobrado a concessionária Prolagos, responsável pelo tratamento de esgoto no município, providências para acelerar a realização dos serviços elencados no contrato de concessão assinado em 2016”.

Uma reunião foi realizada no gabinete do Prefeito na manhã desta segunda, e diversas solicitações foram apresentadas à concessionária e também a Agenersa, agência reguladora dos serviços.

Foto mostra diferença na coloração da água na Praia do Forno, em Arraial do Cabo — Foto: Guarda Ambiental Marítima/Divulgação (Foto 1) e Rodrigo Marinho/G1 (foto 2)
Foto mostra diferença na coloração da água na Praia do Forno, em Arraial do Cabo — Foto: Guarda Ambiental Marítima/Divulgação (Foto 1) e Rodrigo Marinho/G1 (foto 2)

A Prefeitura informou ainda que a Secretaria de Serviços Públicos já trabalha na limpeza de toda a rede de drenagem de águas pluviais, desentupimento dos bueiros e manutenção nas áreas em que o asfalto cedeu.

G1 acompanha o caso e aguarda a divulgação dos resultados das análises do Inea e da Prolagos, assim como, o resultado das investigações do Ministério Público.

*Sob a supervisão de Ariane Marques.

Fonte: G1


Créditos: Ambiente Brasil