Morador registra ‘chuva de aranhas’ em cidade do Sul de MG; bióloga explica fenômeno

Um morador de Espírito Santo do Dourado (MG) gravou um vídeo que mostra uma “chuva de aranhas” em uma propriedade na zona rural. Nas imagens, é possível ver vários pontos pretos em uma teia gigante, suspensa nas árvores, na fiação elétrica e em postes.

O registro foi feito pelo jovem João Pedro Fonseca. Ele observou o fenômeno durante uma visita à casa da avó, no bairro rural Ibirissu, no início do mês.

Em contato com a produção da EPTV, afiliada da Rede Globo, o jovem contou que havia mais teias e aranhas no local e que não foi possível registrar tudo.

João ainda afirmou que o fato sempre acontece no local.

"Chuva de aranha" foi registrada na zona rural de Espírito Santo do Dourado (MG) — Foto: João Pedro Fonseca
“Chuva de aranha” foi registrada na zona rural de Espírito Santo do Dourado (MG) — Foto: João Pedro Fonseca

Segundo a bióloga Ana Bárbara Barros, este é um fenômeno natural habitual em épocas de calor mais intenso e umidade. “É comum, porque facilita a fixação da teia, da construção dessa colônia de animais”, explicou.

A bióloga afirma que a “chuva de aranhas” é formada por uma teia gigante feita para facilitar a captura de presas.

“Esse fenômeno é bem comum na zona rural, principalmente no Cerrado, em áreas abertas, no Pantanal”, explica Ana.

A espécie conhecida por essa construção é a Parawixia. Ainda de acordo com a bióloga, esse tipo de teia não causa riscos: “A toxina desse animal não causa problemas de importância médica”.

"Chuva de aranha" foi registrada na zona rural de Espírito Santo do Dourado (MG) — Foto: João Pedro Fonseca
“Chuva de aranha” foi registrada na zona rural de Espírito Santo do Dourado (MG) — Foto: João Pedro Fonseca

Fonte: EPTV


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *