Megatempestade atravessa a Europa

Ondas batem contra murada em Newhaven, East Sussex, Inglaterra
Ondas batem contra murada em Newhaven, East Sussex, Inglaterra

O Norte da Europa está sendo atingido por uma forte tempestade neste domingo (09/02), com ventos com intensidade de furacão e chuvas pesadas. Denominada Ciara no Reino Unido e Sabine na Alemanha, ela se move em direção ao sul do continente e já fez suas primeiras vítimas – felizmente apenas serviços de viagem e eventos públicos, como um jogo da Bundesliga.

Alemanha

Em amplas áreas da Alemanha foi acionado o segundo nível mais alto de alerta de tempestade. Em partes da Floresta Negra vigora o alerta máximo, grau 4. Ao longo da noite está previsto que a intempérie se deslocará em direção ao sul. Foram registrados ventos de até 140 quilômetros horários no centro do país. Conta-se com quedas de árvores e impedimentos de trânsito.

O aeroporto de Frankfurt, o maior da Alemanha, cancelou cerca de 150 partidas e chegadas, ou 13% de um total de cerca de 1.200 voos. O de Munique cancelou 80 voos, e o de Colônia-Bonn anunciara cancelamentos para a tarde. Os aeroportos de Hamburgo, Berlim, Dusseldorf, Hannover e Bremen também preveem que suas operações serão afetadas.

A partir do meio-dia, a companhia ferroviária nacional Deutsche Bahn (DB) cancelou os trens de longa distância para áreas fortemente afetadas, como as regiões litorâneas, incluindo as cidades de Emden e Norddeich, no noroeste; Kiel, no norte; e a Ilha de Sylt, no Mar do Norte. No início da tarde, os serviços ferroviários regionais da Baixa Saxônia ficaram prejudicados.

Equipes móveis equipadas de serras elétricas estiveram de prontidão para manter livres os trilhos e fiações elétricas. Segundo informe da DB, os clientes que preferirem cancelar suas passagens terão reembolso integral.

Na cidade de Colônia, no Oeste alemão, uma partida da Bundesliga com ingressos esgotados, entre o Borussia Mönchengladbach e o Colônia, foi cancelada. A Copa do Mundo de Salto de Esqui em Willingen, no estado de Hessen, já fora suspensa no sábado.

Reino Unido

A tormenta é a mais forte a atingir o Reino Unido desde 2013, com ventos de até 150 km/h no País de Gales. O departamento meteorológico britânico previu inundações de prédios e estradas, destroços levados pelo vento e ondas fortes nas regiões costeiras. Até o meio da tarde, o órgão já emitira mais de 170 advertências e alertas de inundação. Na Escócia, três pessoas ficaram feridas quando o teto de um pub desmoronou.

Dezenas de voos foram cancelados, com a British Airways oferecendo aos passageiros a possibilidade de transferir suas viagens. As companhias ferroviárias operam com frequência reduzida, e a empresa nacional apelou para que se evitem viagens de trem, por enquanto. Vários serviços de barcas foram interrompidos devido às ondas fortes, inclusive as conexões Dover-Calais.

Foram suspensas dezenas de eventos esportivos, de partidas de futebol e rúgbi a corridas de cavalos, e uma de dez quilômetros, que deveria reunir 25 mil participantes humanos em Londres. Para esta segunda-feira está prevista neve no país.

Por outro lado, os fortes ventos propiciaram velocidades recorde a alguns voos de passageiros. Como o Boeing 747-436 que completou as 3.500 milhas da travessia transatlântica Nova York-Londres em apenas 4h56m, aterrissando 102 minutos antes do horário previsto, tendo alcançado velocidade máxima de 1.327 km/h.

Turistas lutam contra o vento no Brocken, pico mais alto da cadeia montanhosa do Harz
Turistas lutam contra o vento no Brocken, pico mais alto da cadeia montanhosa do Harz

Bélgica

Segundo as previsões, a Bélgica será atingida durante 24 horas, a partir das 10 horas da manhã (hora local), sendo esperados ventos de até 110 km/h. Cerca de 60 voos foram cancelados no aeroporto de Bruxelas, inclusive das companhias Lufthansa e Eurowings.

A liga de futebol belga adiou os jogos de campeonato deste domingo.

França

As autoridades da França alertaram contra inundações e danos causados pela intempérie, desaconselhando a frequentar bosques ou estacionar debaixo de árvores. Parques e cemitérios estão fechados. As regiões Norte e Noroeste serão as mais atingidas por ventos fortes, nas Montanhas Vosges estão previstos até 140 km/h.

Holanda

A Holanda está sujeita a ventos de até 140 km/h. A associação nacional de futebol desmarcou todos os jogos de suas ligas profissionais neste domingo. A companhia aérea KLM cancelou dezenas de voos europeus de e para o Aeroporto Schiphol, de Amsterdã.

Irlanda

Segundo a emissora RTE, cerca de 10 mil lares da Irlanda ficaram sem eletricidade devido a inundações, que são esperadas sobretudo nas regiões litorâneas. Um evento em Galway, como Capital Europeia da Cultura 2020, já fora cancelado na noite de sábado.

Dinamarca

As autoridades da Dinamarca pediram à população que evite atravessar grandes pontes, inclusive a do Grande Belt, que liga o Leste e o Oeste. O diário Jyllands Posten noticiou que ondas arrastaram uma mulher e uma criança de um pier para o Mar do Norte, mas ambas foram salvas. Houve diversos acidentes de trânsito, contudo a maioria do país aparentemente foi poupada pela pior parte de tempestade.

Noruega

O Instituto Meteorológico da Noruega emitiu alerta amarelo para o Norte e Leste, até as 22h00. Ventos fortes impediram uma barca de passageiros dinamarquesa de atracar em Oslo. Várias embarcações para a Suécia e a Dinamarca pararam de trafegar, e estradas foram fechadas.

Fonte: Deutsche Welle


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *