Luxemburgo quer tornar transporte gratuito

Stadt Luxemburg Stadtansicht (picture alliance/AP Photo)

Se realizar as promessas contidas no programa do novo governo, empossado nesta quarta-feira (05/12), Luxemburgo poderá se tornar o primeiro país da Europa a ter transporte público gratuito.

O projeto é da coalizão do primeiro-ministro Xavier Bettel, cujo Partido Democrata, de orientação liberal, obteve vitória apertada nas eleições de outubro no pequeno país europeu.

Ele planeja um mandato com forte viés ambiental. Os outros partidos que integram o novo governo são o Partido Verde e o Partido Operário Socialista. Reconduzido ao poder, Bettel, de 45 anos, já governava com essa constelação política desde 2013.

O acordo de coalizão de 246 páginas, aprovado nesta semana, prevê dois dias a mais de férias por ano, a legalização da maconha e o transporte público gratuito.

O governo assumiu o compromisso de não cobrar mais pelo transporte em trens, ônibus e metrô. A gratuidade deverá ser implementada já em meados de 2019 – e o financiamento será cobrado de motoristas de automóveis.

A ideia por trás dessa decisão é ampliar a utilização do transporte público para combater o aquecimento global – onerando os motoristas, o governo espera criar um estímulo para as pessoas deixarem de usar o carro.

Luxemburgo tem cerca de 600 mil habitantes. Segundo a revista eletrônica alemã Bento, cerca de 200 mil pessoas viajam diariamente ao pequeno país a partir da França ou da Alemanha para trabalhar.

Fonte: Deutsche Welle


Créditos: Ambiente Brasil