Ibama, Exército e Funai desativam garimpos na TI Sararé, em MT

Foto: Ibama/MT
Foto: Ibama/MT

Em operação conjunta realizada na última semana, agentes do Ibama, do Exército e da Fundação Nacional do Índio (Funai) desativaram dois garimpos ilegais que operavam na Terra Indígena (TI) Sararé, no município de Nova Lacerda, a 570 km de Cuiabá (MT).

Foram detidos oito infratores e aplicadas multas que totalizam R$ 880 mil. Cinco motores e uma retroescavadeira usados para a extração ilegal de ouro foram inutilizados durante a ação.

Com 8,4 mil hectares, a TI Sararé é povoada pela etnia Nambikwára. A TI teve sua degradação ampliada com a chegada de garimpeiros a partir de 2015, após a divulgação da descoberta de ouro em área privada na região de Pontes e Lacerda. O fluxo migratório teve como consequência o aumento da pressão em áreas protegidas próximas, principalmente na TI Sararé.

Durante a operação Ágata também foram identificados desmatamentos ilegais em áreas privadas, que totalizam cerca de mil hectares. Os responsáveis serão autuados e as áreas, embargadas. Os relatórios de fiscalização serão encaminhados ao Ministério Público Federal (MPF) para responsabilização dos infratores no âmbito criminal.

Fonte: Ibama


Créditos: Ambiente Brasil