Ibama e Polícia Federal realizam operação conjunta na Terra Indígena Arara (PA)

Foto: Ibama

Agentes do Ibama e da Polícia Federal (PF) sobrevoaram a Terra Indígena (TI) Arara, no sudoeste do Pará, e identificaram a abertura de três ramais com derrubada de árvores, após alerta da Fundação Nacional do Índio (Funai). Os responsáveis pela extração ilegal de madeira abandonaram o local antes da chegada da fiscalização, deixando cerca de 60 metros cúbicos de madeira serrada das espécies cumaru, massaranduba e ipê.

A área foi monitorada por agentes federais de 7 a 10 de janeiro.

“Verificamos situações pontuais de desmatamento. A maioria, focos antigos. Encontramos três focos novos que requerem monitoramento da Polícia e do Ibama”, disse o chefe da PF em Altamira, delegado Carlos Castelo Paes.

Segundo o gerente executivo do Ibama em Santarém, Roberto Abreu, o desmatamento identificado não teria como objetivo principal a grilagem. “Verificamos a abertura de ramais para a exploração de madeira”, disse Abreu.

Em dezembro, o Ibama já havia apreendido um trator na TI e autuado o responsável.

As investigações serão mantidas para responsabilização administrativa e criminal dos infratores.

Fonte: IBAMA


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *