Ibama apreende mais de mil toneladas de pescado irregular em 14 estados

imagem sem descrição.

Operação de combate a irregularidades na cadeia produtiva do pescado realizada pelo Ibama em 14 estados resultou até o momento na apreensão de 1,2 mil toneladas de peixe e na aplicação de 112 autos de infração.

O Amazonas concentrou a maior quantidade de irregularidades identificadas. Das 17,8 toneladas de pescado apreendidas no estado, cerca de 9,6 toneladas são de piracatinga, que tem a captura proibida desde 2015.

Em Alagoas, os 29 autos de infração emitidos somam R$ 11 milhões, valor mais elevado entre os estados que foram alvo de fiscalização.

Inspeções frequentes na cadeia produtiva impulsionam a busca por mercadoria de origem legal, o que leva pescadores a regularizar embarcações e atividades de pesca.

A Operação Catena, termo em latim que dá origem à palavra cadeia, investiga infrações em cada etapa do comércio pesqueiro nos estados de Alagoas, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. O objetivo é coibir a pesca predatória e a comercialização de espécies proibidas para estimular a conformidade das atividades, com reflexo positivo em todo o setor.

O pescado apreendido será doado a instituições sem fins lucrativos.

Fonte: IBAMA


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *