Ibama apreende 277 animais silvestres e 7 toneladas de pescado em quatro estados

Foto: Ibama

Operação de combate à caça realizada pelo Ibama em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira (17/09) resultou na apreensão de 277 animais silvestres em Areia Branca, Frei Paulo, Carira, Nossa Senhora de Glória e Canindé de São Francisco, em Sergipe, e Pedro Alexandre, na Bahia. Agentes ambientais aplicaram 19 autos de infração, que totalizam R$ 310,7 mil. Além de jabutis e pássaros de várias espécies, foram apreendidos equipamentos usados pelos infratores.

Durante a Operação Migratorius, o Instituto fiscalizou rodovias para monitorar o transporte irregular de produtos florestais. Uma carga com 32 sacos de carvão vegetal da caatinga sem licença do órgão ambiental responsável foi apreendida.

Parte dos animais apreendidos foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama, onde serão reabilitados antes de retornar à natureza. Os demais foram encaminhados para soltura em áreas com vegetação preservada.

Ceará

No Ceará, agentes ambientais apreenderam 203 quilos de lagosta e 375 quilos de polvo comercializados sem comprovante de origem legal nas praias do Preá e Barrinha, no litoral oeste do estado.
Todo o pescado apreendido foi doado para instituições cadastradas no programa de segurança alimentar Mesa Brasil, do Serviço Social do Comércio (Sesc), em Sobral.

Espírito Santo

Operação de combate ao transporte de cargas irregulares na BR-101 realizada pelo Ibama em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) resultou na apreensão de pelo menos 6,5 toneladas de pescado.

A carga, procedente de embarcações sem autorização para pesca ou registro, era transportada em um caminhão frigorífico de Sergipe para Itapemirim, no sul do Espírito Santo.

O pescado foi doado para instituições cadastradas no programa Mesa Brasil, do Sesc.

Fonte: Ibama


Créditos: Ambiente Brasil