Futura ministra da Agricultura anuncia seis secretários da pasta no governo Bolsonaro

A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS) — Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo
A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS) — Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

A assessoria da futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), informou em nota nesta terça-feira (18) os nomes de seis secretários que trabalharão na pasta no governo de Jair Bolsonaro.

Conforme a assessoria, o ministério terá novas atribuições no novo governo e absorverá estruturas que estão atualmente nas pastas do Meio Ambiente, do Desenvolvimento Social e da Casa Civil.

Segundo a nota, serão secretários no ministério:

  • Luiz Antônio Nabhan Garcia – Secretaria Especial de Assuntos Fundiários
  • José Guilherme Tollstadius Leal – Secretaria de Defesa Sanitária
  • Eduardo Sampaio Marques – Secretaria de Política Agrícola
  • Orlando Leite Ribeiro – Secretaria de Comércio e Relações Internacionais
  • Jorge Seif – Secretaria da Aquicultura e Pesca
  • Fernando Henrique Kohlmann Schwanke – Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo

O ministério também terá a Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, que não teve o titular informado na nota. Essa estrutura será criada, bem como as secretarias de Assuntos Fundiários e de Agricultura Familiar.

Entre os secretários do ministério está o Nabhan Garcia, que apoiou o presidente eleito Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral e chegou a ser cotado para assumir a pasta.

Agropecuarista e técnico em zootecnia, Garcia é presidente da União Democrática Ruralista (UDR). À frente da Secretaria de Assuntos Fundiários, ele tratará de regularização fundiária, o que inclui “atividades de identificação e demarcação de terras indígenas e quilombolas”, além de licenciamento ambiental e de políticas de reforma agrária.

O secretário de Comércio e Relações Internacionais será o embaixador Orlando Leite Ribeiro, que tem formação em economia. Ele ocupa o cargo de diretor do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Ministério das Relações Exteriores.

Fonte: G1


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *