“Explosivo”, furacão Willa ameaça a costa oeste do México

Imagem captada por satélite mostra o furacão Willa em direção ao México – 22/10/2018 (NOAA/AP)

O México emitiu um alerta sobre a aproximação do “ameaçador” furacão Willa, que deverá atingir a costa sudoeste do país nesta terça-feira (23). Tempestade tropical de categoria 4 – ventos de 209 a 251 km/h -, o fenômeno é tido como “potencialmente catastrófico” e “explosivo” pelo Centro Nacional de Furacões, dos Estados Unidos.

Nesta segunda-feira de manhã, o Willa registrava ventos com velocidade máxima de 257 km/h. Sua intensidade, hoje, é similar à do furacão Michael no momento em que alcançou a região de Flórida Panhandle, no último dia 10, segundo a rede de televisão CNN.

A expectativa do Centro Nacional de Furacões é que o fenômeno tenha sua força reduzida até alcançar terra. Ainda assim, será altamente destruidor. Deverá atingir a divisa dos estados de Nayarit e Sinaloa e seguir em direção nordeste, para Durango e Coahuila de Zaragoza. Um a dois dias depois,  Nayarit e Sinaloa serão afetados pela tempestade tropical Vicente, que nesta segunda-feira está no Pacífico.

Para a terça-feira, são esperados ventos de 180 km/h, ondas de 10 metros de altura, fortes chuvas e suas consequências: quedas de árvores e de postes de energia, corte do suprimento de energia e de água, segundo o jornal El País.

“Algumas áreas de Mazatlán (estado de Sinaloa) nos preocupam porque estão abaixo do nível do mar. Há aproximadamente 15 vilas ali”, afirmou Roberto Ramírez de la Parra, diretor da Comissão Nacional da Água (Conagua).

O governo do México emitiu declarações de emergência para 17 municípios. Em Sinaloa, as autoridades aconselharam os estudantes das cidades a  serem mais atingidas a não irem à escola nesta terça-feira. O governo preparou 2.900 abrigos temporários para atender, no máximo, 150.000 pessoas, considerando as passagens de Willa e de Vicente.

Fonte: Veja


Créditos: Ambiente Brasil