BP Bunge Bioenergia quer aumentar produção de biocombustíveis no Brasil

BP e Bunge criam joint venture para aproveitar boom dos biocombustíveis

A gigante britânica de hidrocarbonetos BP anunciou nesta segunda-feira (22) que reforçará sua atuação no mercado de biocombustíveis por meio de uma joint venture criada no Brasil, a BP Bunge Bioenergia, em parceria com o especialista norte-americano do setor de matérias-primas Bunge.

Em um comunicado, a British Petroleum explicou que cada empresa terá 50% das ações da BP Bunge Bioenergia, com o objetivo de aproveitar o boom de biocombustíveis no país.

A nova empresa fabricará etanol da cana-de-açúcar, um setor no qual o Brasil é o maior produtor mundial. Terá 11 unidades de produção e deverá gerar eletricidade, graças à biomassa produzida com resíduos da cana.

As condições financeiras da operação, que deve ser concluída no quarto trimestre, preveem que a Bunge receba um total de 775 milhões de dólares. Deste montante, 75 milhões serão entregues pela BP, e 700 milhões corresponderão à dívida assumida pela nova empresa, informa uma nota emitida pelo grupo americano.

O acordo permitirá que a BP aumente em mais de 50% sua atividade de biocombustíveis no Brasil, diz o grupo britânico. Assim como outros gigantes do petróleo, a BP pretende “tornar mais verde” sua imagem e seus resultados financeiros, em um momento em que muitos governos querem limitar emissões de gases causadores do efeito estufa.

Fonte: AFP


Créditos: Ambiente Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *