Bebê polvo minúsculo (e muito fofo) é encontrado em lixo no oceano

Polvo minúsculo pode ser de duas espécies (Foto: Kaloko-Honokōhau National Historical Park Hawaii)
POLVO MINÚSCULO PODE SER DE DUAS ESPÉCIES (FOTO: KALOKO-HONOKŌHAU NATIONAL HISTORICAL PARK HAWAII)

Um filhote de polvo do tamanho de uma ervilha foi encontrado flutuando no Oceano Pacífico em um pedaço de plástico, junto a um monte de lixo. Ele foi resgatado por pesquisadores do Parque Histórico Nacional de Kaloko-Honokōhau, no Havaí (EUA).

No Facebook, os especialistas postaram fotos do pequeno animal. Em uma das imagens, seus braços estão enrolados e seus bem olhos arregalados.

Os estudiosos o encontraram em agosto, quando monitoravam os recifes de coral havaianos. Depois de ser usado como modelo para as fotografias, o polvo foi devolvivo ao mar “sã e salvo”, conforme o Kaloko-Honokōhau informou na rede social. Para agradecer e se despedir, o bichinho soltou um jato de tinta.

Pesquisadora mostra o pequeno polvo em um pote de plástico (Foto: Kaloko-Honokōhau National Historical Park Hawaii)
PESQUISADORA MOSTRA O PEQUENO POLVO EM UM POTE DE PLÁSTICO (FOTO: KALOKO-HONOKŌHAU NATIONAL HISTORICAL PARK HAWAII)

Embora os bebês óctopoda sejam pequenos, eles podem ser perigosos para outras criaturas menores. Em outra missão marinha, os pesquisadores encontraram um minúsculo filhote de polvo esmagando um bebê caranguejo.

“Talvez eles não sejam tão fofos”, disse um dos representantes do Kaloko-Honokōha.

Polvo pequeno esmagando filhote de caranguejo (Foto: Kaloko-Honokōhau National Historical Park Hawaii)
POLVO PEQUENO ESMAGANDO FILHOTE DE CARANGUEJO (FOTO: KALOKO-HONOKŌHAU NATIONAL HISTORICAL PARK HAWAII

Segundo os especialistas, os bichos eram da espécie Octopus cyanea (o grande polvo azul ou polvo do dia), ou da Callistoctopus ornatus (polvo-listrado-branco ou polvo-nocturno). Ambas habitam as águas do Havaí.

De acordo com a Universidade de Michigan, o polvo do dia pode ter tentáculos de até 80 centímetros. Já o polvo-nocturno pode atingir uma altura de até 2 metros.

Bebê polvo (Foto: Kaloko-Honokōhau National Historical Park Hawaii)
BEBÊ POLVO (FOTO: KALOKO-HONOKŌHAU NATIONAL HISTORICAL PARK HAWAII)

Fonte: Revista Galileu


Créditos: Ambiente Brasil