Achados ajudam a desvendar mistério sobre a construção das pirâmides

Escavações exibiram rampas que auxiliaram a passagens dos blocos de pedras (Foto: Divulgação/ Ministério das Antiguidades)
ESCAVAÇÕES EXIBIRAM RAMPAS QUE AUXILIARAM A PASSAGENS DOS BLOCOS DE PEDRAS (FOTO: DIVULGAÇÃO/ MINISTÉRIO DAS ANTIGUIDADES)

Construída há 4,5 mil anos, a Grande Pirâmide de Gizé ainda supreende a humanidade por sua grandiosidadade: com 146 metros de altura, a construção é a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo que permaneceu intacta após milênios. O feito da engenharia que colocou a pirâmide de pé ainda desperta a curiosidade de cientistas do mundo inteiro— afinal, como foi possível empilhar blocos de pedra que tinham até 2 metros de comprimento e 2,5 toneladas? A explicação para isso pode ter sido solucionada em uma descoberta recente anunciada pelo Ministério das Antiguidades do Egito.

Pela primeira vez na história, arqueólogos encontraram vestígios de uma complexa estrutura com rampas e degraus que permitiria a passagem de “trenós” carregados com os blocos de pedras. Os indícios dessa obra de engenharia foram encontrados próximo a Luxor, cidade egípcia que era conhecida pelo nome de Tebas e considerada uma das mais importantes metrópoles do Antigo Egito.

De acordo com comunicado do Ministério das Antiguidades, os escravos que ergueram as pirâmides contavam com um “sistema único” para mover e levantar os enormes blocos que compunham essas construções. Com o auxílio de cordas e uma estrutura de madeira, as grandes pedras eram colocadas sobre o trenó, que realizava o transporte até o local da construção.

Local onde os arqueólogos realizaram a descoberta (Foto: Divulgação/ Ministério das Antiguidades)
LOCAL ONDE OS ARQUEÓLOGOS REALIZARAM A DESCOBERTA (FOTO: DIVULGAÇÃO/ MINISTÉRIO DAS ANTIGUIDADES)

Além do local que servia como o “canteiro de obras” para a construção das pirâmides, os pesquisadores também encontraram diferentes gravuras que retratavam o trabalho dos escravos que realizavam a construção.

Gravuras encontradas por pesquisadores (Foto: Divulgação/ Ministério das Antiguidades)
GRAVURAS ENCONTRADAS POR PESQUISADORES (FOTO: DIVULGAÇÃO/ MINISTÉRIO DAS ANTIGUIDADES)

Quando foram erguidas, as Grandes Pirâmides eram ainda mais magníficas que hoje. Naquela época elas eram revestidas com enormes blocos manualmente polidos de pedra calcária, que ao mesmo tempo protegiam e refletiam a luz do sol.

Ilustração retrata como eram as Grandes Pirâmides (Foto: Divulgação)
ILUSTRAÇÃO RETRATA COMO ERAM AS GRANDES PIRÂMIDES (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Fonte: Revista Galileu


Créditos: Ambiente Brasil